Calvin e Cranmer, uma conversa sobre a unidade da Igreja


Um dos episódios menos conhecidos da Reforma do século 16, foi o desejo do arcebispo Thomas Cranmer de organizar um concilio geral das igrejas protestantes. Este desejo veio da necessidade que Cranmer via de unir as igrejas protestantes que estavam desunidas em uma só igreja protestante com uma mesma confissão e forma.

0 comentários:

David Watson, o grande evangelista anglicano do século 20



Se existe um homem de Deus desconhecido da maioria dos cristãos atuais, tenho certeza que é David Watson. O Reverendo David Watson impactou fortemente toda uma geração de cristãos na Grã Bretanha, e foi usado por Deus para trazer muitas pessoas a Cristo.

Foi um defensor da unidade entre os cristãos. De fato, teve um amizade intensa e sincera com John Wimber, fundador das igrejas Vineyard. Estes dois homens de Deus chegaram ao acordo de que Vineyard não seria estabelecida na Inglaterra, mas eles fizeram uma parceria para que os ensinos do Reino fossem ensinados através do ministério do Rev David Watson e outros cristãos anglicanos. Isto foi um exemplo de unidade de coração.

Watson estudou em Wellington College e St. John's College, onde teve seu encontro com Cristo. Ele teve uma relação próxima com E. J. H. Nash e participou do seu ministério na universidade. Isto aconteceu por convite de David Sheppard, que mais tarde seria bispo de Liverpool.

0 comentários:

A Importância da Teologia

Uma das questões que podem ser debatidas intensamente entre os círculos cristãos é a importância da teologia nos dias de hoje. Tem igrejas que apontam a teologia como a causante das divisões e conflitos nas igrejas. Outros entendem que a teologia é fruto do homem, e não de Deus.

Em meio disso, encontramos mais e mais igrejas que não estão fundamentadas nas Escrituras e tem uma teologia pobre. Isto tem feito com que doutrinas alíneas às Escrituras tenham entrado nas igrejas cristãs.

A teologia nos ajuda a refletir e resolver estes problemas através do estudo da Palavra de Deus e a reflexão humana (razão e tradição).

0 comentários:

George Whitefield, um dos grandes pregadores anglicanos


O Rev. George Whitefield viveu de 1714 a 1770. Na sua vida adulta, era tão conhecido quanto qualquer outra figura pública nos países de língua inglesa. Com apenas 22 anos, era um dos mais destacados proponentes do movimento religioso que sacudiu aqueles países, que seria conhecido como o Grande Despertamento. Talvez se possa dizer que só a Reforma Protestante e a Era Apostólica tenham ultrapassado o fervor espiritual que Deus derramou neste período.

O Rev. George Whitefield pregou na Inglaterra, na Escócia, no País de Gales, em Gibraltar, em Bermudas, e nas colônias norte-americanas. Sua vida serviu de inspiração e tocha para vários outros pregadores contemporâneos e posteriores. Eram homens de fervor que procuravam entregar suas vidas 100% a Cristo Jesus.

A seguir, alguns fatos a respeito da sua juventude, conversão e preparação para o ministério.

1 comentários:

São Alban, o primeiro mártir Anglicano



Alban foi o primeiro mártir Cristão na Inglaterra. No livro, História Eclesiástica do Povo Inglês, Venerável Bede escreve que Alban era um pagão vivendo em Verulamium (agora a cidade de St. Albans na Inglaterra), se converteu ao Cristianismo, e foi executado por decapitação no morro sobre a população romana de Verulamium.

A data da execução de Alban nunca foi estabelecida com total certeza. Possivelmente, foi morto no final do século III ou princípio do século IV.

A morte de Alban foi causada pelas seguintes circunstâncias: Alban recebeu na sua casa um presbítero Cristão fugitivo. Através do testemunho deste presbítero, ele se converteu e foi batizado por ele.

Quando as autoridades conheceram estes fatos, enviaram os soldados romanos para levar preso o presbítero. Nesse momento, Alban trocou as vestes dele pelas do presbítero. Alban foi levado preso identificado como o presbítero, devido a que estava usando as vestes e hábito do presbítero. Ele foi aprisionado na Ilha de Chantry.

Quando Alban foi levado diante do magistrado, este ficou furioso pela ação de Alban e ordenou que o castigo que tinha sido recebido pelo presbítero fosse dado a Alban, se ele realmente tinha sido convertido ao Cristianismo.

Naquele instante, Alban declarou, “Adoro e louvo ao Deus vivo e verdadeiro que criou todas as coisas.” Estas palavras ainda são usadas na Abadia de St. Alban.

Devido a sua declaração, Alban foi condenado à morte e sacrificado aos deuses romanos. Ele foi levado até o cume do morro, e a sua cabeça foi cortada. Hoje, encontramos a Catedral de St. Alban onde ele foi morto.

Esta é a história do primeiro mártir cristão na Inglaterra.

+

0 comentários:

A realidade espiritual e a falsa materialista



Vivemos em uma sociedade fortemente materialista. Isto faz com que desejemos ver e tocar para poder acreditar. Nossas orações estão dirigidas a Deus, principalmente como petições. Infelizmente, poucas são as orações em que levantamos pedidos para sermos mudados ou para glorificar a Deus simplesmente.


Não em vão, aqueles que não acreditam, perguntam, “se Deus existe, onde está? Eu não o vi.” Isto me lembra as pessoas que um dia foram cristãos, mas, agora, não o são, porque Deus não respondeu suas orações, petições.

As músicas cristãs hoje falam sobre sentir, perceber a presença, ver a Deus, e tantas outros aspectos que envolvem nossos sentidos e nossas emoções. Existe um profundo desejo de viver com intensidade. Tal desejo surge do medo a viver vidas insignificantes em meio de bilhões de pessoas que convivem conosco no planeta Terra.

0 comentários:

Que é a Teologia?



A teologia significa, literalmente, a ciência (ou estudo) de Deus. Em outras palavras, a teologia estuda as coisas concernentes a Deus. A teologia nasce da concepção de que Deus existe e, ainda mais, que é possível conhecer a Ele e aos seus desígnios.


Com certeza, o leitor poderá pensar que existem pessoas que não acreditam em Deus, mas estudam e fazem teologia. Isto é certo. Agora bem, acreditar, ou não, na existência de Deus, não faz sua existência mais real ou menos. Simplesmente, crer muda as perspectivas das pessoas que acreditam em Deus, como não acreditar também faz isso. Ele vai fazer uma diferença na vida das pessoas, quando profundamente conhecemos a Deus.

1 comentários:

O Natal pode acontecer todos os dias


Tenho recebido vários e-mailes que defendiam a ideia de que Natal seria todos os dias. Em certa maneira, não estão errados. A essência da celebração do Natal deve ser presente nas nossas vidas cada dia. Esta essência é simplesmente que Deus se faz homem para a salvação do mundo.

Contudo, acho que existe um pequeno,aliás, grande, erro neste pensamento: Se enfatiza a evangelização sobre o evento celebrado, o Natal. Acredito de todo coração que precisamos evangelizar todos os dias. Ao mesmo tempo, sei que a missão da Igreja não é só evangelizar. Ela é mais profunda. A Igreja está chamada a fazer discípulos de Cristo.

Celebrar o Natal, é caminhar e lembrar nossa história como povo de Deus. De onde viemos? Quem somos? Onde estamos indo como povo de Deus?

1 comentários:

A Igreja e os crentes de hoje...


"Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns, antes admoestemo-nos uns aos outros; tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia" (Hebreus 10:25).

Costumamos encontrar bons motivos para justificar a nossa ausência nos cultos. Muitos sequer vão a um deles, pois a maioria das igrejas celebram dois cultos aos domingos. "Ir duas vezes cansa!" “Não pude ir porque estava cansado”, “meu filho estava com febre”, “estive trabalhando”, “recebi visitas”, “fui visitar um parente”, “tinha que terminar um trabalho escolar”, “estava indisposto”, “estava chateado com a igreja”, “não gosto do pregador que iria ocupar o púlpito”, “cultuei a Deus em casa”, “sou mais crente do que quem está lá a esquentar os bancos”, “ninguém repara que eu existo”, “não sou valorizado”, etc.

2 comentários:

Vida Abundante


O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Joçao 10.10).

Teria Deus prometido uma vida de abundância, de fartura perene, de bens materiais, de plenitude de saúde e absoluta paz na terra?

0 comentários:

Como viver na dimensão da eternidade


O apóstolo Paulo em sua Segunda Carta aos Coríntios, capítulo quatro, versículos dezesseis a dezoito nos ensina a viver na dimensão da eternidade. Nossos pés estão na terra, mas nosso coração está no céu. Vivemos neste mundo como peregrinos, mas estamos a caminho da nossa Pátria permanente. Três verdades saltam aos nossos olhos no texto em apreço. Essas verdades nos direcionam nessa caminhada rumo à glória.

0 comentários:

Todos os Santos, como que é?

espiritualidade anglicana

Ontem, celebramos o Dia da Reforma, hoje é Todos os Santos. Contudo existe uma rejeição entre os evangélicos de celebrar o dia de Todos os Santos, ainda que fui exatamente pela ocasião deste dia que Lutero colocou as 95 Tésis na porta da igreja.


Se o Dia da Reforma é pouco conhecido entre os evangélicos, ainda é menos entendido o dia de Todos os Santos. Muitos simplesmente falam, "isso é coisa de católico (romano)."

MAS, que é o dia de Todos os Santos?


Todos os Santos é o dia quando a Igreja visível lembra a Igreja invisível, como igreja triunfante. Deste modo, nos lembramos dos santos em Cristo e os heróis da fé que nos precederam (Hebreus 11) e comemoramos que fomos feitos santos através da morte e ressurreição de Cristo. Assim, celebramos que a Igreja não nasceu ontem, mas somos parte de uma família de 2000 anos.

Nesta oração, encontramos um claro significado do que representa para nós o Dia de Todos os Santos, sendo um belo momento para lembrar aqueles que caminharam e viveram antes de nós:
Deus Todo-poderoso, que uniste juntos teus eleitos em uma comunhão e fraternidade no corpo místico do teu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor, dá-nos graça para seguir os teus benditos santos em todas as virtudes e vida santa e que assim possamos ver a aquelas alegrias inexpressíveis que tens preparado para aqueles que te amam sinceramente, por Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.



0 comentários:

A Batalha Espiritual


Pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais” (Efésios 6:12)

A batalha espiritual é um conflito entre Deus e Satanás pelas almas dos homens e das mulheres. Satanás era o príncipe deste mundo (João 12.31) e deseja destruir a humanidade (1 Pedro 5.8) com o objetivo de produzir dor e sofrimento ao coração de Deus. Não em vão, lemos, “O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas” (João 10:10-11)

0 comentários:

As crianças escrevem a Deus

Jesus disse: Deixem que as crianças venham a mim. Não as devem impedir, porque o reino dos céus destina-se a quem é como elas. - Mateus 19:14

Aqui, podemos ler algumas cartas que forma escritas por crianças a Deus.


“Querido Deus, eu não achava que cor de laranja combinava com roxo, até que eu vi o pôr do sol que fizeste na terça. Foi demais! Mauro”

“Querido Deus, tu querias mesmo que a girafa se parecesse assim ou foi um acidente? Mariana”

0 comentários:

São poucos os eleitos?


“Depois Jesus foi pelas cidades e povoados e ensinava, prosseguindo em direção a Jerusalém. Alguém lhe perguntou: "Senhor, serão poucos os salvos? " Ele lhes disse: "Esforcem-se para entrar pela porta estreita, porque eu lhes digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão” (Lucas 13:22-24)

Existe uma grande curiosidade em nós para saber quantos serão os salvos. Serão poucos ou muitos? E observamos que esta questão que está presente na mente de muitos Cristãos, também está na mente dos discípulos de Jesus que fizeram exatamente esta questão.

0 comentários:

Qual é o propósito de Deus na eleição?


A Eleição é sem dúvida uma das doutrinas que maior controvérsia tem causado ao longo do tempo. Possivelmente, o debate sobre a eleição e o livre arbítrio começou com a controvérsia entre São Agustín e Pelágio.

Durante a Reforma, a doutrina da eleição teve um papel importante em diversos debates teológicos. Não precisamos dizer que a eleição trata sobre a salvação do mundo.

Em 2 Timóteo 2.10-11, encontramos as palavras do apóstolo Paulo, “Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna. Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos.”

2 comentários:

Sim a Calvino, mas não a Genebra


Ser Anglicano, significa ser parte da Igreja universal que surgiu depois de ser reformada na Inglaterra. A Igreja já existia na Inglaterra, possivelmente, desde o século I, como narram os historiadores da época.

Ser Reformado, significa estar ligado a este movimento que mudou a história da Igreja universal no século 16, quando a Igreja de Roma se encontrava envolvida em um completo caos.

Ser Anglicano Reformado, realmente significa que somos anglicanos que ainda acreditamos nos princípios da Reforma Inglesa do século 16 e 17, e nossa comunhão com as igrejas que surgiram das diversas reformas europeias no século 16.

2 comentários:

Não a maltratemos mais


Se existe uma instituição que tem sido maltratada, constantemente, tanto pelos detratores, como pelos membros dela, tem sido a Igreja. A Igreja não é perfeita, mas tampouco leio que tenha que ser. Ela é una, santa, católica e apostólica, mas nunca vi um texto bíblico que fale que ela tenha que ser. Ela não é perfeita, porque está formada por santos e pecadores. Só quando Jesus volte a julgar os vivos e os mortos, será que o joio será separado do trigo (Mateus 13.24-30).

Encontro muitos cristãos que não querem saber mais da Igreja. Falam que não precisam mais dela. Talvez, isto tem sido causado pelos abusos que tem sofrido dentro da Igreja. Infelizmente, o problema é que as pessoas terminam saindo das brasas para cair no fogo. O problema não é a Igreja, mas as igrejas que encontramos proliferando no Brasil. Aquelas que todos conhecem.

0 comentários:

Os anglicanos somos reformados?


Pode ser que muitos neguem o que é óbvio. A Igreja de Inglaterra é uma igreja reformada e protestante. Se existe uma coisa que une os anglo-católicos e evangélicos, se encontra na afirmação de ambos de que os Anglicanos não são reformados. 

Não faz sentido aceitar as falsas premissas de que existe uma teologia Reformada que é diferente a teologia Anglicana.

9 comentários:

Não deixe que te enganem...

Quero dizer que quando você ouve dizer que os Anglicanos somos a favor do movimento LGBT, não deixe que te enganem. NÃO SOMOS os ANGLICANOS. São os Episcopais da IEAB (Igreja Episcopal Anglicana do Brasil) que querem fazer seu o nome de Igreja Anglicana.

O problema não é que a IEAB seja a favor do movimento LGBT. O problema é que faz tempo que deixou de acreditar nas Escrituras e submeter-se ao nosso Senhor, Jesus Cristo.

4 comentários:

Seja como Cristo e Conheça Cristo



Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:5-11)

Faz muitos anos C.T. Studd escreveu, “alguns querem viver perto do som dos sinos da igreja ou capela. Eu quero abrir uma loja de resgate a uma jarda do Inferno.”

Ele viveu as suas próprias palavras. Ele foi um dos líderes que formaram o Student Volunteer Movement (Movimento Voluntario de Estudantes) que inspirava a jovens das universidades a ser missionários. Mas não só tentava convencer outros jovens a ser missionários, como que ele mesmo foi quando tinha 23 anos de idade. Deu toda sua herança, a qual era considerável, e viveu uma vida simples entre os Chineses e, depois, Índias Orientais. Inclusive, estando enfermo, foi até África Central a pregar o evangelho.  Seu ministério foi longo até que foi ao lar com Jesus.

0 comentários:

Caminhamos nas veredas antigas – Porque sou anglicano


Na minha postagem anterior, escrevi sobre o fato de que o Anglicanismo não nasceu ontem. Nesta postagem, desejo escrever mais sobre a questão da historicidade da Igreja, porque ser Anglicano abre os olhos ao simples fato de que estamos conectados a Igreja de Jesus Cristo una, santa, católica e apostólica.

Uma das experiências que mostraram mais claramente este fato, foi quando estudava em Trinity College em Bristol, Inglaterra, e fui enviado a fazer um estágio em uma paróquia de Leeds, Norte da Inglaterra. Durante o meu estágio, tive a oportunidade de pregar desde um púlpito que foi construído ao redor do século 12. Naquele momento, percebi que o evangelho tinha sido pregado muitas vezes e por muitos ministros desde aquele púlpito. Aquilo causou uma atitude de humildade, já não desejava mais trazer uma nova “revelação,” mas seguir ensinando a sã doutrina.

3 comentários:

A Inspiração das Escrituras



Poucos meses depois de minha conversão, recebi como presente um pequeno livro, "A Inspiração das Escrituras," escrito pelo bispo J.C. Ryle.

Nele o autor escrevia, "Qual é a verdade a respeito da inspiração da Bíblia? Esta é uma questão de suprema importância nos dias atuais. A ignorância ou a falta de pontos de vista claros sobre o assunto, é como um verme atacando a raiz da religião da nossa época. Inumeráveis cristãos professos são como homens cujos pés estão sobre a areia movediça e cuja cabeças estão numa cerração. Não sabem o que crêem sobre a inspiração."

1 comentários:

A Tradição, uma palavra maldita


Se existe uma palavra considerada "maldita" no meios evangélicos, sem dúvida é a "TRADIÇÃO."

Isto tem acontecido devido a uma reação à doutrina católica sobre o papel da tradição apostólica. O Concílio de Trento (século 16) declarou que a revelação especial de Deus não estava contida unicamente nas Escrituras. Foi estabelecido que a revelação especial estava contida em parte na tradição escrita (as Escrituras) e em parte na tradição oral (ou simplesmente a Tradição). O problema desta doutrina aparece no fato de que a Igreja de Roma e a Igreja Ortodoxa acreditam que a tradição oral é tão importante, e com a mesma autoridade, que as Escrituras. Em outras palavras, se afirma que as Escrituras não são inteiramente suficientes para entender a revelação especial de Deus.

Na Reforma Protestante, as igrejas nacionais que foram reformadas, ensinaram e afirmaram que as Escrituras eram a revelação especial de Deus, juntamente com Jesus Cristo. Deste modo, a revelação especial de Deus está formada pela palavra escrita (as Escrituras) e a palavra incarnada (Jesus Cristo).

6 comentários:

O declínio da igreja


Infelizmente, tenho que afirmar minha dúvidas sobre o "cristianismo" de muitas igrejas que pegam fogo tão rapidamente como a pólvora, porém podem desaparecer amanhã com a mesma rapidez. A história tem mostrado muitas igrejas que tem surgido e, com o tempo, tem desaparecido. Inclusive, temos histórias que surgiram com a idéia de defender e promover a fé Cristã e terminaram sendo "garotas propagandas" das doutrinas liberais que não acreditavam no princípio.

Infelizmente, quanto mais nova seja uma igreja, e mais influenciável esta seja por um líder carismático, maior pode ser a tragédia.

1 comentários:

11 de Setembro - Enfrentando o desespero


Em 2001, eu estava estudando em Bethany College of Missions quando aconteceram os ataques nas torres gêmeas em Nova York. Aquela manhã me encontrei diante da realidade do temor e desespero de jovens cristãos diante de um fato nunca acontecido antes na história dos Estados Unidos. Tinham enfrentado na própria nação as consequências de um ataque terrorista.

Como viver com aquele sentimento de incerteza, medo e desespero? Nos dias seguintes, vi uma nação buscando Deus e encontrando nEle a esperança, misericórdia e graça para fazer frente às mais diversas emoções.


0 comentários:

Porque sou Anglicano - Introdução



A verdade é que esta é uma questão que ainda as vezes me pergunto, eu não me converti na igreja anglicana, nem foi minha primeira escolha, porém foi onde Deus me chamou a desenvolver meu ministério (não só uma vez, mas duas).

1 comentários:

Chega de ser meio cristão


Gostaria de meditar com você sobre uma questão tão importante como o ser um cristão brasileiro, um discípulo de Cristo no Brasil.

Você sabia que a palavra “mistério”, significa algo que eu não compreendo, algo que nós não entendemos, mas precisamos acreditar. Jesus morreu na Cruz por nós. Alguém tinha que pagar o preço para a nossa salvação… e, por isso, o próprio Deus enviou o Seu filho Unigênito para entregar sua vida como paga do preço por nossa liberdade do pecado. Isto é um dom de salvação, um mistério de Amor.

Quero refletir com vocês sobre as promessas de Jesus para os discípulos: João, a partir do capitulo treze, começa a narrar a Santa Ceia, ali Jesus instituiu a Santa Comunhão entre os discípulos e o Deus vivo.

0 comentários:

Caio Fábio, um líder caído


A primeira vez que ouvi falar do Caio Fábio foi em 2003. Um amigo meu falava com grande paixão sobre os escritos dele. Me explicou como ele foi o maior líder evangélico do Brasil, se não lembro mal... inclusive chegou a afirmar que Caio Fábio era o Billy Graham brasileiro.

Sem saber quem era o Caio Fábio, só podia escutar o meu amigo e acreditar naquilo que ele me falava.

Faz uns três anos, finalmente tive a oportunidade de ler um livro do Caio Fábio. Realmente, era um bom escrito e tinha a capacidade de transmitir suas idéias de uma forma interessante. Naquele tempo, o meu irmão, bispo Francisco Buzzo, foi fazer uma entrevista a Caio Fábio para um novo programa de televisão.

Eu vi uma pessoa machucada e ferida, não vi aquele grande líder evangélico, nem o teólogo dos livros. Vi uma pessoa cheia de ódio e, certamente, com muita possibilidade de desenvolver uma personalidade conflitiva.

9 comentários:

Não brinquemos, sejamos de Cristo...

Estamos tão acostumados a um evangelho sem nenhum sacrifício pessoal, sem graça, sem transformação, portanto o mundo encontra cristãos sem Cristo, igrejas sem Deus, e vida sem Espírito.

Minha oração é que este vídeo seja um chamado para encontrar Deus por primeira vez.

Não brinque, seja um verdadeiro discípulo de Cristo.


.

1 comentários:

Podemos considerar o batismo na Igreja de Roma válido?


De tempos em tempos, escuto comentários ou perguntas como as seguintes: “Será que podemos considerar o batismo feito pela Igreja de Roma como Válido? A igreja de Roma não é apóstata, então como podemos aceitar o batismo deles? É legítimo o batismo deles?”

Estas perguntas, e muitas outras, surgem de dois conceitos que devem ser considerados: (1) que são igrejas apóstatas; (2) que não existe base para batizar devido a que os ministros não são verdadeiros cristãos.

Portanto, se vamos considerar o batismo deles, qual pode ser a base disso? Não estaremos aceitando a autoridade daquele que faz o batismo (i.e., sacerdote romano ou ministro pecador)? Não estaremos reconhecendo a posição doutrinal da Igreja de Roma?   

1 comentários:

Um mundo de loucos


Estamos vivendo em um mundo que as coisas começam a não fazer sentido. Não ficaria mais surpreso, se a cor negra deixasse de ser negra, e agora fosse chamado de branca, ou o azul fosse chamado de qualquer outra cor. A verdade parece ser que já não tem mais importância, tudo se torna relativo. As percepções estão mudando diante de nós.

Recentemente, estava lendo em uma coluna a seguinte noticia: "Homem é eleito uma das 100 mulheres mais sexy do mundo" (se acessar o artigo, seja consciente que algumas imagens podem ser consideradas pelo leitor como grotescas). Nem preciso falar a confusão e polêmica que isto tem aberto.

0 comentários:

Por favor, me deixem ser religioso


Esta é a imagem que muitos tem na cabeça quando pensam sobre uma pessoa que é religiosa. Ou pode ser que seja outra imagem de falsa santidade, também.


Sempre fico surpreso como as pessoas temos a capacidade de mudar as palavras e seu significado, sem perceber se estamos fazendo o correto. Parece ser que levar pessoas a Cristo, justifica qualquer meio para fazer isso.

Faz tempo que escuto entre os círculos evangélicos a frase, “o cristianismo não é uma religião, é uma relação.” Nossa, será que é isso mesmo?

Entendo que a idéia atrás deste pensamento surge a partir de que o Cristianismo não é uma série de regras sem mais, ele é uma relação pessoal com Cristo.

3 comentários:

Existe base bíblica para o uso de paramentos? Quais são as roupas? Que significam?

4 comentários:

A grande mentira...


Tenho ouvido sempre que o Brasil era um estado laico. Cheguei acreditar que isto era certo, porque inclusive tem muito pastor que fala isto abertamente e, a partir deste fato, defende certas legislações sobre o principio da laicidade do estado.

Recentemente, decidi ler a Constituição brasileira. Fiquei surpreso ao descobrir a GRANDE MENTIRA. A Constituição brasileira não mostra, ou defende, um estado laico, como todo mundo chegou a acreditar. De fato, o Brasil não é um estado laico, é um estado aconfessional. O fato de que o Prefácio da Constituição Brasileira fale de Deus, mostra claramente que dizer que o estado brasileiro é um estado laico... é simplesmente a maior das mentiras no Brasil de hoje.

Isto se vê mais claramente na atual Constituição Brasileira, de 1988, que não fala nada de separação de estado e igreja. O que faz é realmente o seguinte: proíbe, em seu art. 19, à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, "estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento, ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público."

0 comentários:

Ordo Salutis

“Ordo Salutis” é um termo usado para falar sobre a ordem da salvação através das diversas etapas que se desenvolvem no pecador até ser completamente salvo. Também, poderíamos dizer que trata das questões da teologia sistemática referente a obra do Espirito Santo na vida dos cristãos. Este termo foi usado pela primeira vez no século 18 por teólogos luteranos.

Esta questão surgiu devido a que as Escrituras não mostram todo o processo claramente, ainda que encontramos textos, como Romanos 8.29-30, que mostram parte deste processo.

Ainda assim, não podemos considerar o texto de Romanos como uma ordem de salvação, não teologicamente.  Predestinação não deve ser considerada parte deste processo, ainda que existem teólogos que consideram parte dele, porque a predestinação é uma obra de Deus que foi realizada antes da fundação do mundo.

1 comentários:

A ditadura militar, o socialismo... e a falta de alternativas


Nos últimos dias tenho lido muito sobre as opiniões dos cristãos sobre o período da ditadura, tudo causado por causa de um artigo da revista “Isto é Independente,” ainda que preciso dizer que de independente tem bem pouco essa revista, como tampouco as outras duas (Veja e Época).

Não sou brasileiro, e nasci no final da ditadura de Franco na Espanha. Portanto, nem percebi a ditadura franquista na Espanha, nem conheci a ditadura militar do Brasil.

Estive envolvido desde bem jovem em movimentos estudantis, ecológicos, de direitos humanos e partidos políticos, onde caminhei desde o marxismo-leninismo até onde estou hoje. Sempre fui um patriota valenciano, até hoje.


1 comentários:

Acorda, o Reino chegou



Uma das realidades mais tristes na Igreja é que ela vive adormecida. Tem perdido o seu propósito e, agora, vive buscando alguma coisa que fazer ao mesmo tempo que a história se escapa das suas mãos.

Possivelmente, existem várias causas para que isto esteja acontecendo.

Por um lado, as várias e diversas divisões, subdivisões, ministérios e igrejas, sendo, às vezes, a razão de ser dos próprios interesses do pastor/senhor desta ou aquela igreja. Falta humildade.

Por outro lado, temos o evangelho social, a missão integral, os fundamentalistas, os (neo)pentecostais e os puritanos, todos brigando para ter razão e por uma fatia do bolo. Falta graça.

Sinceramente, não fico surpreso que depois de 2,000 anos da primeira vinda de Cristo, a Igreja ainda não tem sido capaz de entender a visão do Reino.

0 comentários:

Rejeitando o dispensacionalismo



Se passou mais de um dia da profecia do fim do mundo, mas agora vou continuar escrevendo sobre dispensacionalismo, como prometi no meu artigo anterior.


Gostaria de começar dizendo que o dispensacionalismo não está errado só por ter certa teoria sobre o fim do mundo, mas o sistema teológico, como um todo, é errado.

Com certeza, tem ganhado muita popularidade em todo o mundo, sobretudo a partir do século 20, seguindo crescendo no século 21. Agora, é necessário que pensemos detalhadamente sobre este sistema de coisas e como tem tido tão grande impacto na igreja.

2 comentários:

300, preparem-se para a glória


Este foi o título de um filme que estreou em 2007. Nele, podemos ter uma visão particular do diretor sobre os eventos transcorridos ao redor da Batalha das Termópilas, onde 300 espartanos sob o comando de seu rei Leónidas, enfrentaram o exército persa liderado por Xerxes, filho de Dario.

Esta história conta o heroísmo de irmãos de armas dispostos a morrer pelo seu povo, o qual está as portas de perder a liberdade.

Ao final da batalha, a maioria destes guerreiros entregariam suas vidas no campo de batalha com a certeza do dever cumprido e a glória de uma morte digna.

6 comentários:

Dispensacionalista, possivelmente você é sem saber


Tem vezes que fico surpreso como os sermões-dialogo de Re.Novo acabam. Este domingo foi um desses dias. Tudo estava pronto para falar sobre Pentecostes, já que a igreja cristã celebra o Domingo de Pentecostes.

Porém, a conversa terminou indo ao redor do tema “os últimos dias,” que aparecem na profecia de Joel e que o apóstolo Pedro fala que estava se cumprindo e, portanto, estariam vivendo nos últimos dias.

A conversa se desenvolveu sobre escatologia, e comentei aos irmãos de Re.Novo que a posição defendida pelos Pais da Igreja e os Reformadores, sempre foi amilenismo e posmilenismo. Nunca foi dispensacionalismo. E que agora a maioria dos cristãos acreditam no fim do mundo segundo “Deixados para trás.”


2 comentários:

Motivos pelos quais as igrejas não crescem


Acredito que igrejas saudáveis crescem, não só as saudáveis, também aquelas que não o são. Também acredito que o fato de uma igreja crescer, não significa necessariamente que Deus esteja com esta igreja. Por exemplo, os Mórmons são uma das igrejas que mais  crescem nos USA e, pessoalmente, penso que são uma seita que ensina muitas heresias pseudo-cristãs.

Agora bem, também vejo que muitas igrejas se escondem na minha explicação anterior para justificar a falta de crescimento da sua igreja ou congregação.

Sou um apaixonado em plantação de igrejas. Agora mesmo, estou envolvido no sétimo projeto de plantação de igrejas. Os anteriores foram na Espanha e na Inglaterra. Alguns deles hoje são igrejas vitais e outras já não existem mais. Assim é a vida.

0 comentários:

Os políticos evangélicos são coisa séria


Os políticos evangélicos são inacreditáveis, acho que eles precisam primeiro aprender a ser bons cidadãos e, depois, a ser verdadeiros discípulos antes de poder ter uma responsabilidade tão grande.

Leiam esta notícia e fiquem sem palavras,

Deputados evangélicos do RJ aprovam Emenda Constitucional em favor da Agenda Gay


Imaginem, nem faz uma semana, a bancada chamada "evangélica" usa o jeitinho brasileiro (que não bíblico) para que a Presidenta não envie o "kit gay" pago com nosso dinheiro. Houvesse gostado mais que a bancada "evangélica" houvesse pedido a demissão imediata do antigo ministro da Casa Civil e da Presidenta, por incompetente, já que foi ela quem nomeou o cara com uma ficha longe de estar limpa. E, agora, aprovam com seus votos uma emenda Constitucional em favor da Agenda Gay. É brincadeira!!!

"Fazer o que?," você pode dizer. Vou dizer fazer o que... organizar um verdadeiro movimento cidadão para mandar todos estos políticos as suas casas.

Este pessoal deve de parar de brincar com o Brasil. O Brasil é coisa séria.


1 comentários:

Amai-vos uns aos outros: basta de Pecado!


Os Episcopais da IEAB poderão dizer que são anglicanos, mas nunca vão poder dizer que são cristãos... “Amai-vos uns aos outros: basta de Pecado!”

Hoje, estou indignado diante do pouco temor a Deus que vejo entre alguns "anglicanos" e, claramente, falsos cristãos. Geralmente, não sou assim direto e contundente, porém Eclesiastes me ensina que há tempo para cada coisa. Hoje, é tempo de falar com dureza.

3 comentários:

Depois de tudo....


Faz dois anos nos despertávamos com a notícia da proposta que o bispo de Roma, Bento XVI, fazia aos Anglicanos. Convidava aqueles anglicanos insatisfeitos que quisessem voltar a igreja mãe, leia-se à Igreja Católica Romana, a fazê-lo através do Ordinariado criado para isso.

Naquele momento, se falou de uma migração massiva de Anglicanos para Roma. Os jornais falavam de 400,000 ou 500,000 anglicanos. Tentei falar na época que isso não aconteceria de jeito nenhum e, ainda se chegava a este número, que são meio milhão quando existem 100 milhões de anglicanos, se contamos tanto os membros da Comunhão Anglicana (80 milhões) como aqueles que não tem nenhuma vinculação com Canterbury (20 milhões).

Dois anos depois, finalmente estão surgindo os verdadeiros números diante de nós. As conversões tem sido realmente poucas na Inglaterra e em todo o mundo. Em um artigo recente, se diz que são 900 anglicanos, menos de 60 do clero dentre os quais três que são bispos da Igreja da Inglaterra até agora. Realmente, se espera mais, porém não acho que vamos ver nenhuma conversação massiva como se pretendeu dar a entender desde a imprensa brasileira e mundial.

3 comentários:

Volte para seu país...


Faz só umas horas que li novamente estas palavras em um e-mail. Nesta ocasião, foi eu quem provoquei a reação do “arcebispo anglicano” que escreveu estas palavras. Sabe, preciso confessar que fiquei cansado de viver com tanto lobo vestido de cordeiro ao redor. Não dá mais para viver assim, isto não é sério... estão brincando com a vida das pessoas.

Por este motivo, quando recebi a resposta deste irmão defendendo a exibição de um novo filme que mostra um Jesus homossexual, fiquei indignado e provoquei a resposta dele através de um breve e-mail que foi diretamente ao seu orgulho próprio.

Assim, recebi novamente as palavras, “Se não quer ver o que acontece no meu país volte para o seu!” 

8 comentários:

Bispo adverte sobre ameaça para a sociedade sem a Bíblia


O Bispo de Londres, advertiu que os conceitos fundamentais essenciais à sociedade britânica não serão sustentáveis sem um alicerce cristão. O Revmo. Richard Chartres disse que a cultura da Grã-Bretanha e da civilização foi fundada na Bíblia, e expressou preocupação com qualquer enfraquecimento dessa fundação.

O Revmo Chartres, que pregou o sermão do casamento Real do mês passado, estava falando em um simpósio na Câmara dos Lordes sobre a Bíblia.

1 comentários:

Se quer ser um pastor... aprenda servindo.


Se existe uma qualidade essencial na formação de pastores e líderes, é que nossos estudos bíblicos e teológicos precisam estar envolvidos na vida diária das pessoas.

Certamente, quem não gosta de ouvir um grande teólogo falando das grandes questões filosóficas e teológicas do século 21? Porém, o pastor é aquele que precisa tomar estas questões, sendo capaz de explica-las e vivê-las para que tenham sentido no dia a dia.

Isto requer que o pastor viva onde as pessoas vivem, e entenda as situações do povo de quem está sendo ministro. Dificilmente se pode ser um pastor eficaz no Brasil, se vivemos em bairros distantes e socialmente diferentes, porque, sem dúvida, os interesses, preocupações e desafios serão diferentes.  O pastor precisa viver onde as pessoas vivem.

1 comentários:

Escuta, você quer ser pastor?


Neste artigo quero começar dizendo que muitos dos conselhos que estou escrevendo nesta série, seriam conselhos que houvesse adorado escutar de alguém. Outros, são conselhos que eu recebi e foram realmente tesouros na minha caminhada.

Quando pensamos na idéia de ser pastor, muitas pessoas pensam com a idéia de orador, pregador e comunicador. De fato, os jovens pensam em pastores como aquele ministério de estudo, leitura e pregação da palavra.

1 comentários:

Se você quer ser pastor... seja primeiro parte da família


Sempre lembrarei a primeira vez que fui a uma reunião de pastores. Fiquei sem graça. Não tenho certeza de que era o que esperava, mas tenho certeza de que não esperava que fosse o que encontrei.

Parecia uma reunião de profissionais compartilhando todas suas frustrações. Falavam com rancor das suas congregações, e suas frustrações de que as pessoas pareciam que não faziam aquilo que se esperava delas. Poderia dizer muito mais coisas, porém não acho que seja apropriado.

0 comentários:

Se você quer ser pastor...


Nem fazia dois anos que morava no Brasil, quando percebi a solidão de muitos pastores. Possivelmente, a idéia de Café com o Bispo surgiu com os líderes que tenho pastoreado nos últimos três anos tomando um café.

Tive pastores de outras denominações chorando desconsolados, porque só encontravam uma voz amiga na minha casa. Ou os jovens que desejavam servir a Deus, mas que só encontravam a palavra “não” nas suas respectivas denominações. Poderia contar tantas histórias que dá medo.

0 comentários:

Você quer ser pastor?


Cada semana recebo vários e-mails de pessoas que desejam ser pastores anglicanos. Estão interessados em ser parte da igreja, e mostram toda vontade e lealdade a uma igreja, a Igreja Anglicana Reformada, que ainda não conhecem.

Eu sempre os aconselho a ler os Cânones da igreja e dar uma boa lida no site da Igreja Anglicana Reformada. Eu sei que isto não vai dar uma visão completa do que somos, porém vai dar uma ideia geral do que somos e onde estamos indo.

Agora bem, se alguém quer ser pastor de verdade; em outras palavras, pastor como ministério (servir ao povo de Deus) e não como uma função (busca de títulos) ou hierarquia (desejo de poder). Então, busque primeiro um emprego que possa sustentar sua família. Não tente depender do sustento da igreja.

2 comentários: